Última hora

Última hora

David Irving condenado a três anos de prisão

Em leitura:

David Irving condenado a três anos de prisão

Tamanho do texto Aa Aa

O historiador britânico David Irving foi condenado a três anos de prisão pela justiça austríaca por negado a existência de campos de concentração em Auschwitz.

Negar o Holocausto é crime na Áustria, onde foram proferidas as declarações há 17 anos. Nessa altura, foi emitido um mandado de captura. No início do julgamento, Irving declarou-se culpado e afirmou também ter mudado de ideias sobre o assunto. David Irving já foi envolvido em processos anteriores sobre polémicas semelhantes. Irving apareceu em tribunal com o seu livro “A Guerra de Hitler”, onde declara que o terceiro Reich era “amigo dos judeus”. No entanto, perante o juíz, negou que tenha posto em causa a morte de seis milhões de judeus. Garantiu ainda que as suas posições tinham mudado, que a história está em permanente mutação e manifestou pesar pelos que morreram na Guerra.