Última hora

Última hora

A captura de Rakto Mladic pode estar iminente

Em leitura:

A captura de Rakto Mladic pode estar iminente

Tamanho do texto Aa Aa

O ex-chefe militar dos sérvios da Bósnia, Rakto Mladic, acusado de genocídio pelo TPI estará a negociar a sua rendição numa montanha na Sérvia próxima da fronteira com a Bósnia. A notícia foi avançada por um diário bósnio que cita fontes próximas do Governo sérvio. As negociações iniciadas a 15 de Fevereiro decorrerão na montanha de Cer, a uma centena de quilómetros a ocidente de Belgrado segundo a edição on-line do diário Nezavisne Novine. Nas ruas de Belgrado as reacções dividem-se: “É preciso que seja preso” diz um estudante. “Não creio que fosse preciso detê-lo, depois de tudo o que se passou neste país. Porquê detê-lo, pergunta um homem.

Várias fontes anunciaram a detenção em Belgrado de Mladic, apesar de um desmentido oficial sérvio e de uma negação firme do porta-voz da Procuradora do Tribunal Penal internacional para a ex-Jugoslávia. Informações contraditórias circularam durante o dia de ontem na Bósnia e em Belgrado sobre a detenção do fugitivo, embora fontes oficiais se tenham limitado a falar de uma operação que tem em vista a sua captura.

Antigo chefe militar dos sérvios da Bósnia, Ratko Mladic, 63 anos é procurado pelo TPI desde 1996 pelo seu papel no cerco de Sarajevo e no massacre em Srebrenica de quase 8.000 muçulmanos. Da entrega de Mladic e de Radovan Karadzic ao TPI depende a continuação das negociações para que Belgrado possa aderir à União Europeia.