Última hora

Última hora

Endesa reafirma rejeição da OPA da E.ON

Em leitura:

Endesa reafirma rejeição da OPA da E.ON

Tamanho do texto Aa Aa

A Endesa voltou a frisar que a oferta de compra apresentada pelo grupo alemão E.ON é insuficiente. A E.ON lançou uma OPA de 29 mil milhões de euros para comprar o grupo energético espanhol. Embora esta soma ultrapasse largamente a oferecida pela rival Gás Natural, a Endesa continua a dizer que é pouco, sem rejeitar completamente a oferta.

A nova campanha publicitária da Endesa, apresentada no sítio Internet do grupo, é vista como uma prova de interesse na oferta dos alemães, já que na verdade é igual à campanha da E.ON – só a cor é diferente. Manuel Pizarro, presidente da Endesa, nega qualquer orquestração.

Pizarro disse que os mercados provam que a oferta é insuficiente, uma vez que a actual cotação das acções está acima do preço proposto pla E.ON. Depois de recusar a parceria com a italiana Enel, a Gás Natural pode agora ter no grupo de construção civil FCC um novo parceiro para apresentar uma contra-oferta.

Outras notícias do sector energético europeu vêm da francesa EDF, que viu o lucro líquido duplicar, no ano passado, para os 3,2 mil milhões de euros.

Foi a primeira apresentação de resultados anuais desde a introdução dos títulos na bolsa de Paris, no final do ano passado.

O grupo mostrou também interesse em comprar activos em Espanha, sem no entanto entrar em detalhes.