Última hora

Última hora

Europa vai impôr taxasà importaçãode calçado chinês e Vietnamita

Em leitura:

Europa vai impôr taxasà importaçãode calçado chinês e Vietnamita

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia propôs esta quinta-feira a introdução progressiva de taxas anti-dumping sobre as importações de calçado provenientes da China e do Vietname.

A medida foi anunciada depois de um inquérito ter concluído existirem provas irrefutáveis da intervenção dos governos dos dois países asiáticos que permitem que o seu calçado seja vendido na Europa a preços reduzidos.

No entanto, o calçado para crianças e os sapatos desportivos não deverão ser sujeitos a um aumento de taxas.

Peter Mandelson Comissário para o Comércio Externo justificou esta excepção ao afirmar que “as taxas sobre calçado para crianças iriam afectar de maneira disproporcional as famílias com crianças pequenas, o que na minha opinião não seria do interesse público. Quanto aos sapatos desportivos, a nossa investigação sugere que já não existe na Europa uma produção suficiente para que o sector seja afectado”.

Bruxelas terá sido pressionada por alguns dos maiores produtores de calçado desportivo, que alertaram para o facto de as suas principais unidades de produção terem sido deslocadas precisamente para a Ásia, de onde provêm os produtos que a UE quer taxar.

Desde 2001 a indústria europeia de calçado viu o seu peso no mercado reduzido em cerca de um terço e os preços baixarem cerca de 30 por cento.

Para que as medidas anti-dumping sejam efectivamente aprovadas o comissário Mandelson terá que convencer ainda uma maioria qualificada dos Estados Membros.