Última hora

Última hora

A França mergulhada no pesadelo do H5N1

Em leitura:

A França mergulhada no pesadelo do H5N1

Tamanho do texto Aa Aa

Um perú suspeito de ter sido morto pela perigosa estirpe da gripe das aves desencadeou medidas de emergência numa exploração da Bourg-en-Bresse. Onze mil aves num aviário industrial foram já abatidas enquanto decorrem testes laboratoriais. A doença apareceu na região há cinco dias.

Entretanto crise económica é já um peso para os países atingidos pela epizootia. As autoridades locais tentam evitar por todos os meios uma crise sanitária, pelo que as medidas de prevenção têm força de lei. Os ministros da Saúde da União Europeia reúnem-se hoje em Viena para discutir a crise. Bruxelas aprovou na quarta-feira um plano de vacinação de aves domésticas em França, o maior produtor avícola da União, e na Holanda. Na Alemanha não se confirma a presença do vírus H5N1 no pato encontrado morto numa exploração da ilha de Ruegen, no nordeste do país o que não salvou, contudo, as restantes 50 aves, que foram abatidas. Em território germânico foram detectados mais de uma centena de pássaros contaminados com a temida estirpe. O receio de transmissão ao homem e posterior mutação do vírus levam as autoridades a reforçarem as medidas de protecção das explorações avícolas e activar as campanhas de vacinação. A vacina vai ser produzida por um laboratório holandês, mas a sua eficácia apenas está comprovada contra a gripe menos patogénica.