Última hora

Em leitura:

UE ameaça romper conversações com a Sérvia- Montenegro


A redação de Bruxelas

UE ameaça romper conversações com a Sérvia- Montenegro

O primeiro-ministro da sérvia Vojislav Kostuniça assegurou esta sexta-feira que o seu Governo está a fazer os possíveis para colaborar com o Tribunal Penal Internacional.

O governo sérvio reage ao anúncio da UE, segundo o qual as negociações para uma eventual adesão sérvia à União Europeia serão suspensas mediante a recusa sérvia de cooperar com O TPI.

A aproximação da Sérvia e Montenegro à Europa dos 25 está condicionada pela detenção do Chefe militar sérvio da Bósnia, Ratko Mladic, acusado de Genocídio pelo TPI, pelo papel que terá tido no cerco de Srajevo que em 1995 provocou cerca de 10.000 mortos.

Ollie Rehn, Comissário Europeu para o alargamento sublinhou hoje que: “Nós fomos muito claros ao afirmar que, caso não haja uma cooperação imedata com o TPI, não poderemos evitar uma ruptura no acordo de associação.”

O Comissário Rehn adiantou que a Sérvia tem até Abril para extraditar Mladic, caso contrário todas as conversações de estabilização e associação serão suspensas definitivamente. Uma proposta que deverá ser feita durante a próxima reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da UE agendada para a próxima segunda-feira.

Entratanto, Belgrado já negou rumores segundo os quais Mladic, acusado de crimes de guerra, já teria sido detido pelas autoridades sérvias.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

ONG americana acusa Polónia e Roménia de permitirem voos da CIA