Última hora

Última hora

Filipinas: Gloria Arroyo prorroga estado de emergência

Em leitura:

Filipinas: Gloria Arroyo prorroga estado de emergência

Tamanho do texto Aa Aa

A presidente filipina, Gloria Arroyo, prorrogou, esta segunda-feira, o estado de emergência decretado na passada sexta-feira no seguimento de uma alegada tentativa de golpe de Estado.

A decisão segue-se à revolta desta noite, quando o antigo comandante dos fuzileiros filipinos, destituído por tentativa de golpe militar, se entrincheirou com uma centena dos seus homens num quartel de Manila, exigindo a reintegração de um outro oficial, igualmente demitido sob a acusação de insurreição. O motim terminou ao fim de cinco horas, graças a um acordo entre o ex-comandante amotinado e o seu substituto. Antes desta revolta militar e face à ausência de contestação ao poder que até então se fez sentir, diversas personalidades apelaram ao fim do estado de emergência. No entanto, a revolta acabou por servir os interesses da presidente Gloria Arroyo que prolongou o estado de emergência. Várias organizações internacionais de imprensa condenaram entretanto a presidente filipina, porque vêem nesta medida uma tentativa de abafar os direitos de informação dos jornais que não estão de acordo com a linha política do governo. O estado de emergência foi decretado na sexta-feira por Gloria Arroyo com o argumento de que se destinava a fazer frustrar um projecto de golpe de estado militar, por ocasião do 20º aniversário da “Revolta do Povo” que terminou com a queda do ditador Ferdinando Marcos, em 1986.