Última hora

Última hora

Suécia suspeita de novos casos de gripe das aves; França reforça vigilância

Em leitura:

Suécia suspeita de novos casos de gripe das aves; França reforça vigilância

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 20 aves de diferentes espécies foram encontradas mortas na Suécia perto da Central Nuclear de Oskarsham. Os animais estão a ser submetidos a exames para determinar se são portadores do vírus da Gripe das Aves. As autoridades de Estocolmo aplicaram as medidas de protecção e vigilância recomendadas pela União Europeia, depois de confirmada a presença do H5 em dois patos selvagens encontrados na mesma região.

Na Alemanha, as precauções estão ao rubro com a descoberta do H5N1 num gato doméstico em Rügen no Norte do país. As instâncias europeias aconselharam entretanto a população da região a confinar cães e gatos a espaços fechados ou então acorrentá-los de modo a que não se desloquem livremente. Em França, foi alargada a área sob vigilância, logo que foi confirmado que um 16o cisne é portador de um vírus altamente patogénico. Estão agora sob vigilância quatro departamentos que incluem 300 municípios. Jean François Saluzzo, virologista da Oranização Mundial de Saúde garante que “na eventualidade de uma transmissão do H5N1 entre seres humanos, tal nunca acontecerá na Europa onde a situação está sob controlo”. Na Suíça, foi confirmado o primeiro caso de H5N1 num pato selvagem encontrado no Lago Leman em Genebra. Há mais uma ave encontrada morta na mesma zona a ser submetida a análises.