Última hora

Última hora

Convocada greve no País Basco para homenagear etarras mortos

Em leitura:

Convocada greve no País Basco para homenagear etarras mortos

Tamanho do texto Aa Aa

O ilegalizado Batasuna, tido como o braço político da ETA, e outras forças da esquerda nacionalista basca convocaram uma greve para a próxima quinta-feira no País Basco. A paralisação tem como objectivo prestar uma homenagem a dois etarras que morreram na semana passada na prisão: um teve um enfarte, o outro suicidou-se.

A greve será também uma resposta à repressão da manifestação de sábado na vila costeira de Portugalete. Uma marcha que pretendia homenagear os “dois lutadores bascos”, segundo as palavras de Arnaldo Otegui, o porta-voz do Batasuna. Estes acontecimentos ocorrem numa altura em que existe uma elevada expectativa em Espanha quanto ao fim das actividades terroristas da ETA e se fala de contactos com o governo de Zapatero. O primeiro-ministro espanhol foi alvo de duras críticas no encerramento do congresso do Partido Popular, actualmente na oposição. O líder do PP, Mariano Rajoy, acusou Zapatero de “esconder as suas intenções num poço de sombras”. O presidente do governo e dirigente máximo dos socialistas espanhóis, José Luis Rodriguez Zapatero, respondeu à letra num comício do PSOE: “O PP organiza uma convenção para falar de mim, eu não mereço tanto e os espanhóis não merecem tão pouco.” Face às críticas dos Populares, o primeiro-ministro defendeu ainda as reformas dos Estatutos das autonomias.