Última hora

Última hora

Kadima evacua colonatos se ganhar eleições

Em leitura:

Kadima evacua colonatos se ganhar eleições

Tamanho do texto Aa Aa

Israel deverá evacuar alguns colonatos da Cisjordânia caso o partido Kadima, do primeiro-ministro interino, Ehud Olmert, vença as eleições de 28 de Março. A retirada unilateral é contudo bastante diferente da ocorrida na Faixa de Gaza uma vez que os israelitas pretendem manter o controlo militar da região.

As sondagens indicam que os eleitores aprovam o plano do Kadima, fundado por Ariel Sharon que permanece em estado de coma. Estas notícias travaram a queda que o partido centrista estava a registar nas intenções de voto. O porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros, Mark Regev, justifica a medida unilateral pelo facto da próxima liderança palestiniana, composta pelo Hamas, “rejeitar o Roteiro da Paz” apoiado pela comunidade internaticional. De acordo com as notícias vindas a público este domingo, o plano de retirada unilateral contempla o reagrupamento dos colonos em três grandes colonatos da Margem Ocidental, nomeadamente Maale Adumim, Ariel e Gush Etzion. Para o Hamas, Israel pretende criar novos factos no terreno com a imposição de medidas unilaterais. Entretanto, uma delegação do Movimento de Resistência Islâmica terminou este domingo uma visita de três dias à Rússia, naquela que foi a primeira grande viagem ao estrangeiro. Instado a reconhecer o Estado Hebreu e a abandonar a luta armada, o líder da comitiva, Mohamed Mechaal, afirmou que, primeiro, Israel deveria retirar-sedos territórios ocupados em 1967. A estada terminou com um apelo ao diálogo lançado pelo chefe da Igreja Ortodoxa Russa, o patriarca Alexis II, que recebeu a delegação do Hamas.