Última hora

Última hora

Ayatollah Khamenei avisa que o programa nuclear iraniano resiste às pressões

Em leitura:

Ayatollah Khamenei avisa que o programa nuclear iraniano resiste às pressões

Tamanho do texto Aa Aa

O Guia Supremo do Irão, o ayatollah Ali Khamenei, avisou que Teerão vai resistir a qualquer pressão ou conspiração e continuar com o seu programa nuclear. Khamenei defendeu que o Irão estava a ser forçado a resistir ao que considerou um confronto com Washington, para pôr um fim aos esforços norte-americanos para destruir o regime saído da revolução iraniana de 1979. Disse ainda que, “com a ajuda de Deus, o povo iraniano e os responsáveis da República Islâmica do Irão, utilizando a razão e a sabedoria, continuarão o seu caminho para as tecnologias avançadas, incluindo a tecnologia nuclear”.

Por seu lado, o presidente iraniano afirmou que “o tempo da intimidação terminou”. Na próxima reunião do Conselho de Segurança da ONU, sexta-feira à tarde, deverão ser ponderadas as medidas a tomar contra o programa nuclear iraniano, que os países ocidentais consideram ter objectivos militares. Na rua, um iraniano acha que deviam ter sido tentadas todas as soluções diplomáticas para evitar que o caso fosse para o Conselho de Segurança. Não devem ser impostas sanções ao Irão. A primeira mensagem do Conselho de Segurança é a de que as sanções são sempre a última alternativa antes da guerra. Um outro iraquiano pensa que as consequências serão mais políticas do que económicas, pois os iranianos já sofrem as sanções dos Estados Unidos e aliados. O dossiê, remetido para o Conselho de Segurança da ONU pelo director-geral da Agência Internacional de Energia Atómica, Mohamed El-Baradei, marcou o final de um encontro de três dias do Conselho de Governadores da AIEA.