Última hora

Última hora

O fim pacífico de um sequestro insólito numa escola francesa

Em leitura:

O fim pacífico de um sequestro insólito numa escola francesa

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro horas e meia de um sequestro insólito numa escola no Oeste de França terminaram ao final da tarde com a rendição do sequestrador, sem violência e sem vítimas.

A revolta pessoal do atacante, um antigo professor contratado do estabelecimento que há dois anos se encontrava no desemprego, parece ser a motivação do acto. Desde as 14h que o atacante de 33 anos, armado de um revólver falso mantinha sequestradas 20 pessoas, entre alunos, professores e funcionários numa sala de aula, reivindicando a presença do antigo ministro da educação francês François Fillon. No interior da sala da aula, os reféns gozavam de liberdade de movimentos, tendo inclusivé enviado mensagens SMS para tranquilizar as famílias. A acção, com contornos pouco definidos, ocorre num momento de revolta social em França contra as medidas impopulares do governo nas áreas da educação e do trabalho.