Última hora

Última hora

John Profumo falece em Londres sem conseguir afastar a sombra do caso Keller

Em leitura:

John Profumo falece em Londres sem conseguir afastar a sombra do caso Keller

Tamanho do texto Aa Aa

John Profumo faleceu hoje em Londres aos 91 anos. O nome do antigo “ministro da Guerra” britânico tornou-se indissociável do maior escândalo político da guerra fria durante os anos sessenta. As suas infidelidades com a prostituta Christine Keller, amante de um diplomata soviético, transformariam a sua vida pessoal num assunto de estado.

Pressionado por uma opinião pública inquieta com as implicações do caso na segurança do Reino Unido, Profumo desmentiria face ao Parlamento as acusações da imprensa. O episódio levou à sua demissão em 1963, ensombrando uma carreira brilhante de deputado iniciada aos 25 anos. O governo conservador de Harold Macmillan onde Profumo ocupara um lugar de destaque, não resistiria nas urnas ao efeito do escândalo. Desde então, Profumo assim como a mulher, falecida há alguns anos, dedicavam-se a obras de caridade e tentavam apagar este episódio do passado, eternizado no cinema pelo filme “Escândalo” estreado no final dos anos oitenta. Durante décadas a reabilitação da imagem dos Tories passou pela reabilitação de Profumo. A antiga primeira-ministra britânica Margaret Thatcher tinha-o convidado para o seu septuagésimo aniversário, sentou-o ao lado da rainha Isabel II e não hesitou em apresentá-lo “como um herói nacional”.