Última hora

Última hora

Medicamento não prescrito pode estar na origem de enfarte de Milosevic

Em leitura:

Medicamento não prescrito pode estar na origem de enfarte de Milosevic

Tamanho do texto Aa Aa

Slobodan Milosevic morreu devido a problemas cardíacos mas história é bem mais complicada.

De acordo com o toxicólogo encarregue das análises e da autópsia, Milosevic tomava um medicamento normalmente prescrito para leprosos e que anula os efeitos dos medicamentos que controlam a hipertensão. O objectivo seria obrigar o TPI e mandá-lo para a Rússia, país onde queria ser tratado e onde alegadamente se encontram refugiados a mulher e um filho. O advogado de defesa diz que a dúvida reside em saber se Miolsevic foi ou não envenenado e em saber se é possível provar os efeitos que uma má medicação teriam na sua saúde. O TPI nunca autorizou a partida para Moscovo por considerar ser possível que Milosevic já não regressasse a Haia para enfrentar o julgamento. O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, confirma que recebeu uma carta de Milosevic, das mãos do advogado, em que o antigo líder dizia acreditar estar a ser envenenado. Milosevic foi transferido para o TPI em 2001. Desde essa altura que responde por mais de 60 acusações entre crimes de guerra, crimes contra a humanidade e genocídio, alegadamente praticados na década de 90 nos Balcãs.