Última hora

Última hora

Israel capturou membros da FPLP presos em Jericó mas criou onda de violência

Em leitura:

Israel capturou membros da FPLP presos em Jericó mas criou onda de violência

Tamanho do texto Aa Aa

Israel conseguiu cumprir a missão que se tinha imposto ao invadir a prisão de Jericó, na Cisjordânia, provocando com isso uma onda de violência nos territórios palestinianos.

Face à aviação e blindados hebraicos, os prisioneiros e os guardas da prisão renderam-se, sendo reunidos, muitos deles despidos, no exterior do edifício. Entre eles encontram-se os alvos a capturar pelo tsahal. Trata-se de Ahmed Saadat e cinco activistas da Frente Popular de Libertação da Palestina (FPLP), detidos em Jericó pela morte do ministro israelita do Turismo, em 2001, e que Israel quer julgar. A operação, que fez dois mortos, teve na base as declarações do presidente Abbas sobre a libertação de Saadat, o chefe da FPLP. A prisão era vigiada por observadores americanos e britânicos, mas abandonaram o local antes do ataque e são agora criticados. Os palestinianos responderam à operação com violência e raptos de cidadãos estrangeiros. São já pelo menos 12 as pessoas sequestradas, entre elas duas francesas ao serviço da ONG Médicos do Mundo e um funcionário suíço da Cruz Vermelha.