Última hora

Última hora

Itália: debate histórico entre Berlusconi e Prodi decepciona

Em leitura:

Itália: debate histórico entre Berlusconi e Prodi decepciona

Tamanho do texto Aa Aa

O tão aguardado debate eleitoral em Itália, que pela primeira vez em vários anos juntou Silvio Berlusconi e Romano Prodi, acabou por ser uma sucessão de perguntas e respostas cronometradas ao segundo e vazias de conteúdo de acordo com os analistas. Este primeiro frente-a-frente entre os dois principais rivais nas legislativas em Itália não encantou.

A economia, a educação e a imigração dominaram o encontro. Mas foram os velhos argumentos que opõem os dois homens que flutuaram durante todo o debate. O primeiro-ministro Berlusconi acusou Prodi, líder da oposição e da coligação de centro-esquerda de “ser um candidato sem apoio, difícil de ser levado a sério quando afirma que vai fazer seja o que for, porque todos sabem que a coligação que o apoia nunca está de acordo, o próprio Prodi não tem força política. É uma fachada”, acrescenta Berlusconi, “que traz más recordações que ameaçam regressar”. Romano Prodi, ex-presidente da Comissão Europeia, respondeu na mesma moeda e usou a economia como arma. “As previsões”, afirmou Prodi, “não bastam, há demasiadas e nenhuma foi cumprida, como a do crescimento. Devia ter sido de 2,5% e é de 0%. A situação no país é igual ano após ano, não se pode continuar assim, é necessário uma meta precisa para se poder governar este país”. Fraco é a palavra mais ouvida para classificar este encontro. A segunda volta vai ser a 3 de Abril, uma semana antes das eleições, marcadas para 9 e 10.