Última hora

Última hora

Rússia acolhe cimeira da energia

Em leitura:

Rússia acolhe cimeira da energia

Tamanho do texto Aa Aa

Arrancou em Moscovo aquela que é a primeira grande reunião global sobre as questões da energia.Esta reunião dos ministros da Energia do G8, o grupo que inclui os sete países mais industrializados do Mundo mais a Rússia, tem alguns convidados de honra, como representantes da OPEP ou ainda de economias emergentes, como a China e a Índia, responsáveis plo aumento da procura Mundial.

A Rússia acolhe a reunião e quer salvar a confiança dos outros parceiros, depois da guerra do gás que manteve com a Ucrânia. a Reunião antecede a grande cimeira de chefes de Estado e governo do G8, em São Petersburgo, marcada para o mês de Julho.

“O econtro de São Petersburgo vai ser uma etapa imoprtante na construção de um sistema mundial de segurança energética. Nesta cimeira, devemos adoptar um documento que tenha autoridade, que sirva para todos e seja reconhecido e apoiado em todo o Mundo, incluindo nos países que não fazem parte do G8”, disse o ministro russo da Energia Viktor Khristenko.

Segundo a Agência Internacional da Energia, é da Ásia que vem a maior fatia, quase um terço, da procura global de recursos energéticos – petróleo e gás. Os Estados Unidos representam 25%, sensivelmente o mesmo valor da Europa, no que toca ao petróleo. No entanto, no que toca ao gás, a Europa representa a maior procura – mais de dois quintos das necessidades mundiais.

A energia nuclear é vista como uma alternativa a ter em conta, num contexto em que o petróleo é cada vez mais caro. Apesar das esperanças da Rússia, a verdade é que as posições dos vários membros do G8, neste campo, são muito diferentes.