Última hora

Última hora

Milosevic não foi envenenado diz relatório divulgado pelo TPI

Em leitura:

Milosevic não foi envenenado diz relatório divulgado pelo TPI

Tamanho do texto Aa Aa

Nem envenenamento nem concentração excessiva de medicamentos é o resultado do relatório da comissão independente que apura as causas da morte de Slobodan Milosevic. O Presidente do Tribunal Penal Internacional, o juiz Fausto Pocar anunciou esta conclusão numa conferência de Imprensa, em Haia: “Foram efectuadas análises toxicológicas depois da autópsia e os resultados são os seguintes: até agora não existe qualquer indicação de envenamento e os medicamentos que foram encontrados no sangue foram prescritos ao Sr. Milosevic e não há concentração excessiva.”

O antigo presidente jugoslavo estava persuadido de que o envenenavam, segundo declarou à imprensa o seu amigo e aliado, o antigo presidente montenegrino Momir Bulatovic, que com ele se encontrou em Haia antes da sua morte. Três dias depois de ter sido encontrado sem vida, um toxicologista holandês afirmou que Slobodan Milosevic, morto sábado na sua cela de um enfarte de miocárdio, tinha tomado deliberadamente um medicamente contra-indicado, mas não avançou qualquer prova em abono da sua tese. O corpo de Milosevic encontra-se actualmente exposto no Museu da Revolução onde os seus simpatizantes desfilam para um último adeus, vai ser sepultado amanhã em Pozarevac, cidade natal ex-presidente a 70 quilómetros da capital sérvia.