Última hora

Última hora

Tensão na Bielorrússia a dois dias das presidenciais

Em leitura:

Tensão na Bielorrússia a dois dias das presidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição ao presidente bielorrusso realizou hoje o último comício antes das eleições para a chefia de Estado. Uma concentração ilegalizada pelas autoridades que vigiam de perto o candidato Alexander Milinkevitch, tido como o principal opositor, e os dois restantes pretendentes. Muitas das personalidades das candidaturas da oposição foram detidas nas últimas semanas e condenadas a alguns dias de prisão.

O presidente Alexander Lukachenko é o favorito devido ao seu domínio sobre o aparelho de Estado, à forma como este controla o acesso aos meios de informação e o desenrolar do processo eleitoral. Os Estados Unidos e a União Europeia ameaçaram mesmo as autoridades de Minsk com novas sanções se os observadores internacionais, presentes no país, considerarem o sufrágio fraudulento. Entretanto, longe da guerra política que se desenrola na capital e nas grandes chancelarias, nas zonas remotas da Bielorrússia já se começou a votar. Áreas onde a popularidade do actual presidente é enorme e cuja vitória pode ser obtida sem artifícios.