Última hora

Última hora

UE proíbe importações de aves de Israel após descoberta de focos no país

Em leitura:

UE proíbe importações de aves de Israel após descoberta de focos no país

Tamanho do texto Aa Aa

Primeiros focos de gripe das aves em Israel e primeiros casos humanos suspeitos. A União Europeia (UE) já decretou a proibição das importações avícolas do país.

Em Israel, há pelo menos três pessoas que chegaram ao hospital de Soroka, em Bersheba, com sintomas. Uma trabalhava nas quintas da região onde foi detectado o vírus H5N1. Os hospitais israelitas estão em alerta. Um médico afirma que “em caso de pandemia, todo o país está bem preparado para tratar os pacientes. Há vacinas e comprimidos suficientes e sabem como isolar as pessoas, mas esperam não ter de enfrentar uma pandemia”. O alerta foi dado hoje com a confirmação da morte de 11 mil perus com o H5N1, em duas quintas comunitárias do Sul de Israel, junto à fronteira com o Egipto, onde o vírus foi descoberto na semana passada. As quintas estão em quarentena e foi dada ordem de abate para as outras aves dos kiboutzs. Estão também em curso análises às aves mortas numa outra exploração a apenas 25 quilómetros de Jerusalém. Num acto de cooperação raro, Israel está a realizar os testes pedidos pelas autoridades palestinianas a aves encontradas mortas nos seus territórios.