Última hora

Última hora

OSCE: Eleições na Bielorússia não foram democráticas

Em leitura:

OSCE: Eleições na Bielorússia não foram democráticas

Tamanho do texto Aa Aa

A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa entende que as eleições presidenciais na Bielorússia nao foram democráticas.

Este organismo internacional enviou para o país mais de 500 observadores. Numa conferência de imprensa em Minsk, Geert Ahrens, coordenador da missão, afirmou que o escrutínio não respeitou as normas internacionais. “Ficou claro que o presidente permitiu que a autoridade do Estado fosse usada de forma a impossibiltar eleições livres e justas na Bielorússia” disse o responsável. A OSCE concluiu também que a cobertura mediática do escrutínio foi favorável ao presidente em exercício e prejudicou os candidatos da oposição. Alexandre Loukashenko, no poder há doze anos, voltou a ganhar as presidenciais este domingo com mais de 80% dos votos. O presidente da antiga república soviética, politicamente próximo de Moscovo, não foi criticado pelos observadores russos, que consideraram as eleições democráticas.