Última hora

Última hora

Tony Blair na mira de todas as críticas

Em leitura:

Tony Blair na mira de todas as críticas

Tamanho do texto Aa Aa

Tony Blair é alvo de críticas sobre o polémico financiamento partidário no Reino Unido. Fragilizado pela oposição interna à sua reforma da Educação, o primeiro-ministro britânico confronta-se agora com acusações de oferta de posições na Câmara dos Lordes a ricos empresários que apoiaram financeiramente os trabalhistas na campanha eleitoral de 2005.

O governo refuta as acusações e o porta-voz dos Lordes e ministro da Justiça, Lord Falconer, propôs a interdição de empréstimos não declarados aos partidos, que estão na origem da polémica. Falconer afirma: “existem grandes preocupações acerca do financiamento dos partidos políticos que afectam tanto o meu partido, como os restantes; existe, inevitavelmente, uma inquietação, com que é preciso lidar.” Os fundos privados, que deverão passar a ser obrigatoriamente tornados públicos, são essenciais à sobrevivência dos partidos, como explica o deputado trabalhista Sadiq Khan: “O problema é que diversificar os modos de financiamento leva a uma falta de fundos necessários para a campanha, que tem de ser preenchida de outras formas. O público não fica satisfeito quando vê um partido no governo que recebe doações de 20 milhões de euros.” Este último escândalo veio afectar ainda mais a imagem de Blair. Uma sondagem divulgada hoje mostra que metade dos britânicos quer que o primeiro-ministro abandone o cargo no espaço de 12 meses.