Última hora

Última hora

Bush defende invasão do Iraque quando se recorda o 3o aniversário da guerra

Em leitura:

Bush defende invasão do Iraque quando se recorda o 3o aniversário da guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Três anos depois da invasão do Iraque o presidente norte-americano saiu em defesa da estratégia que levou à guerra. Mas três anos depois, o Iraque está à beira de uma guerra civil inter-comunitária, com uma economia desastrosa e sem controlo sobre a violência.

Mesmo assim George W. Bush afirma que “enquanto os Iraquianos acreditarem nos benefícios da liberdade vão continuar a ter confiança no futuro. Trabalharão para ultrapassar sectarismos. Estando ao lado deles quando necessitam estamos a ajudá-los na construção de uma democracia forte que servirá de inspiração no Médio Oriente. Uma democracia que vai ser um parceiro na guerra global contra os terroristas”. No entanto a opinião pública norte-americana mostra-se cada vez menos tolerante em relação à presença estrangeira no Iraque. Os escândalos à volta dos abusos aos prisioneiros apenas acentuam a revolta. O terceiro aniversário da invasão serviu de pretexto para levar milhares de manifestantes à rua, em todo o país. Frente ao Pentágono houve várias detenções já que os protestos foram mais ousados.