Última hora

Última hora

Encerramento de site de extrema-direita força demissão de MNE

Em leitura:

Encerramento de site de extrema-direita força demissão de MNE

Tamanho do texto Aa Aa

Laila Freivalds, a ministra dos Negócios Estrangeiros da Suécia, apresentou esta terça-feira a demissão. A chefe da diplomacia de Estocolmo era fortemente criticada desde há vários meses e acabou por demitir-se na sequência do encerramento de um site de extrema-direita que apelava ao envio de caricaturas de Maomé para publicação.

Apesar de Freivalds desmentir qualquer envolvimento no fecho do site do Partido Democrático da Suécia, ficou provado que o ministério dos Negócios Estrangeiros pressionou a empresa em que estava alojado o site para o encerrar, o que se verificou a 9 de Fevereiro. Segundo a Constituição sueca, este tipo de pressão política constitui um atropelo à liberdade de expressão. Por isso, Freivalds, anteriormente criticada pela reacção desastrosa do governo ao tsunami no Sudeste asiático, que fez mais de quinhentas vítimas suecas, acabou por renunciar ao cargo. O vice-primeiro-ministro Bosse Ringholm vai assumir temporariamente a pasta.