Última hora

Última hora

Diálogo de surdos entre governo e sindicatos em torno do CPE

Em leitura:

Diálogo de surdos entre governo e sindicatos em torno do CPE

Tamanho do texto Aa Aa

Governo e sindicatos franceses não conseguem chegar a um acordo em torno do polémico CPE, o Contrato Primeiro Emprego. O primeiro-ministro Dominique de Villepin reuniu-se esta tarde em Paris com as cinco principais confederações sindicais nacionais, a quatro dias de uma nova jornada de protesto contra a medida laboral.

O encontro que durou menos de uma hora, foi marcado mais pelas expectativas do que pela vontade dos dois lados em aceitar quaisquer concessões, nomeadamente da parte do governo. Villepin recusa-se a revogar a medida, convidando no entanto os sindicatos ao diálogo, “para encontrar soluções construtivas para responder às inquietações dos jovens”. Para o governo o Contrato Primeiro Emprego permitirá combater o desemprego entre os mais jovens; para os sindicatos, a medida aumenta a precaridade laboral, uma vez que o contrato, sem termo, é temporário durante os dois primeiros anos. Amanhã de manhã Villepin deverá receber uma nova delegação de representantes dos sindicatos de estudantes do liceu e das universidades. Uma maratona negocial condenada ao insucesso segundo os analistas. Ao final de duas semanas de manifestações e bloqueios de centenas de estabelecimentos de ensino, Villepin pretende saír da crise sem desnaturar o CPE. Por outro lado os actos de violência que pertubaram as manifestações dos últimos dias, na origem de mais de 400 detenções, ameaçam enfraquecer a posição dos sindicatos que sublinham no entanto a diferença entre a maioria de manifestantes e a minoria de agitadores.