Última hora

Última hora

Ucrânia: Divisões entre líderes "laranja" beneficiam oposição pró-russa

Em leitura:

Ucrânia: Divisões entre líderes "laranja" beneficiam oposição pró-russa

Tamanho do texto Aa Aa

Reacendem-se as divisões na Ucrânia, a dois dias das legislativas. Viktor Yanukovitch, o político pró-russo afastado do poder pela “revolução laranja” é dado agora como favorito com 30% das intenções de voto.

Quinze meses de regime pró-ocidental presidido por Viktor Yuchtchenko não conseguiram pôr fim às divisões no país, entre os interesses do Leste próximo de Moscovo, e aqueles do Oeste próximo da União Europeia e dos Estados Unidos. No último dia de campanha eleitoral, os antigos contra-revolucionários do “Partido das Regiões” beneficiam das querelas no poder laranja, dividido entre o partido pró-presidencial “Nossa Ucrânia”, e o bloco da antiga primeiro-ministro Iulia Timoshenko. As duas formações contam com uma maioria de intenções de voto, caso decidam formar uma coligação. Um cenário que nem o actual primeiro-ministro Yuri Yekhanurov nem Iulia Timoshenko quiseram avançar durante a campanha, tendo trocado acusações sobre o perigo de uma coligação com o partido de Yanukovitch. No total 45 formações apresentam-se ao sufrágio de domingo, apenas cinco a sete deverão superar a barreira dos 3% de votos, entre os quais, socialistas, comunistas e o movimento juvenil PORA. Num gesto que coincide com a campanha eleitoral, o presidente norte-americano reafirmou ontem o apoio a, “uma Ucrânia livre e amiga de Washington”, tendo levantado as restrições à importação de produtos ucranianos datadas da guerra fria.