Última hora

Última hora

Contestação ao CPE regressa terça-feira

Em leitura:

Contestação ao CPE regressa terça-feira

Tamanho do texto Aa Aa

Em França, aguarda-se hoje o parecer do Conselho Constitucional sobre o Contracto Primeiro Emprego (CPE). As manifestações nas ruas e as greves de protesto contra o CPE regressam na próxima terça-feira, dia 4 de Abril. A decisão foi tomada, esta quarta-feira, em Paris, durante uma reunião entre estudantes e sindicatos, que recusaram o convite do primeiro-ministro Dominique de Villepin para discutir o CPE.

Os sindicatos deixaram um recado ao executivo afirmando que “estão determinados a amplificar a mobilização” e “avisam o governo” para não tentar “utilizar a força, nomeadamente contra os estudantes”. Apesar de ninguém acreditar que a lei seja considerada inconstitucional, o primeiro-ministro, Dominique de Villepin insiste que o texto não será retirado e espera agora pelo parecer do Conselho de Sábios pedido pelos socialistas. Excluída a possibilidade do documento ser chumbado no Conselho Constitucional, as atenções viram-se para Jacques Chirac. O presidente deve pronunciar-se muito em breve e promulgar ou não o CPE. Na terça-feira, entre 1 e 3 milhões de pessoas, segundo as fontes, estiveram nas ruas a contestar o CPE, uma das maiores mobilizações dos últimos 20 anos em França. Protestos no meio dos quais há invariavelmente pequenos grupos de desordeiros que se envolvem em confrontos com a polícia. Esta quarta-feira 18 universidades e 119 liceus continuavam bloqueados. O ministro do Interior e potencial candidato à presidência, Nicolas Sarkosy tem, num gesto pouco comum, apelado à prudência e defendendo até a suspensão do CPEenquanto durar a negociação com os parceiros sociais.