Última hora

Última hora

Naufrágio de embarcação turística mata mais de cinquenta pessoas

Em leitura:

Naufrágio de embarcação turística mata mais de cinquenta pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

Treze pessoas permanecem desaparecidas na sequência do naufrágio de uma embarcação turística no Bahrain.O acidente, ocorrido ontem à noite, fez ainda 57 mortos, entre os quais 13 britânicos, um irlandês e um alemão.

Três dezenas de passageiros tiveram de ser assistidos num hospital de Manama. A sobrecarga do navio poderá ter estado na origem do sinistro. Com 140 pessoas a bordo, a embarcação tradicional, cuja lotação aconselhada é de cem passageiros, adornou antes de começar a afundar, quando estava a cerca de uma milha náutica da costa. O naufrágio deu-se durante um jantar flutuante, no qual participaram cidadãos de 16 nacionalidades, funcionários de diversas empresas internacionais a operarem em Manama. Durante o salvamento, as autoridades do Bahrain foram auxiliadas pela Quinta Frota norte-americana estacionada no Golfo Pérsico. De acordo com a empresa proprietária do navio, a operadora turística que o alugou não cumpriu as normas de segurança e forçou o capitão a fazer-se ao mar contra-vontade.Um inquérito vai agora tentar apurar as causas do acidente. O Banoush é uma embarcação tradicional do Bahrain. Apesar da licença turística, estes navios não costumam ter seguro, pelo que poderá surgir um problema no que toca a indemnizações.