Última hora

Última hora

O barco de cruzeiro que naufragou no Bahrain não tinha licença

Em leitura:

O barco de cruzeiro que naufragou no Bahrain não tinha licença

Tamanho do texto Aa Aa

O barco de cruzeiro que naufragou no Bahrain, causando a morte a 57 turistas,não tinha autorização para tal actividade. O proprietário começou o processo de licenciamento para fazer cruzeiros mas não chegou a completar o dossiê pelo que a embarcação estava autorizada a navegar apenas enquanto pesqueiro mas não podia transportar passageiros. O capitão foi detido para interrogatório, os primeiros indícios apontam uma sobrecarga para a origem do acidente.

Com 140 pessoas a bordo, a embarcação tradicional, cuja lotação aconselhada é de cem passageiros, adornou antes de começar a afundar, quando estava a cerca de uma milha náutica da costa. O naufrágio deu-se durante um jantar flutuante, no qual participaram cidadãos de 16 nacionalidades, funcionários de diversas empresas internacionais a operarem em Manama.