Última hora

Última hora

EUA querem um governo no Iraque sem demora

Em leitura:

EUA querem um governo no Iraque sem demora

Tamanho do texto Aa Aa

Três meses depois das eleições no Iraque o país ainda não tem um governo formado. As diferenças entre sunitas, xiitas e curdos parecem difíceis de conciliar e os chefes das diplomacias norte-americana e britânica deixaram entender que a paciência está a acabar.

Condoleezza Rice, secretária de Estado norte-americana, afirmou, no segundo dia de uma visita que está a fazer ao Iraque, que “a população tem todo o direito de pedir um governo, depois de ter enfrentado as ameaças do terrorismo através do voto, assim como a comunidade internacional, em especial os Estados Unidos e o Reino Unido, que, tal como outros, têm forças no terreno”. Condoleezza Rice afirmou ainda que o próximo primeiro-ministro tem de ser um líder forte e uma força unificadora, capaz de trazer estabilidade ao país e enfrentar os desafios do povo. A conferência de imprensa realizou-se um dia depois do encontro do actual chefe do executivo iraquiano com a chefe da Diplomacia norte-americana, em Bagdade. Ibrahim Jaafari foi eleito primeiro-ministro em Dezembro pelo bloco chiita, mas os curdos e sunitas rejeitaram a nomeação e ameaçam boicotar o governo, a não ser que ele se demita. Há quem atribua a violência à falta de um governo estabelecido, a ameaça de guerra civil está cada vez mais presente.