Última hora

Última hora

França: governo prepara estratégia para resistir à crise

Em leitura:

França: governo prepara estratégia para resistir à crise

Tamanho do texto Aa Aa

Um dia antes de mais uma jornada de contestação contra o Contrato Primeiro Emprego (CPE) o governo de Dominique de Villepin prepara-se para o embate.Esta manhã reuniu todos os seus ministros em Matignon a fim de traçar a estratégia a manter nas semanas que se seguem. Nicolas Sarkozi tenta posicionar-se na linha da frente para encontrar pela via do diálago uma saída para a crise mas os sindicatos são unâmines: “Se nos dizem, do lado dos parlamentares vamos discutir de algumas alterações do contrato, não vale a pena, não iremos. Se eles querem que haja uma discussão é preciso colocar todos os pontos sobre a mesa incluindo a suspensão imediata da lei”, comenta Jean-Claude Mailly Secretário geral da Força operária.

O presidente do UMP, o partido no poder, e ministro do Interior, Nicolas Sarkozy, grande rival do primeiro-ministro, Dominique de Villepin, contactou este fim-de-semana os líderes sindicais, que se opõem ao CPE. O responsável do Unef, principal sindicato de estudantes em França, considerou como “muito provável” o início do diálogo com o partido UMP sobre o Contrato Primeiro Emprego se as suas condições forem respeitadas, “se Sarkozi nos convida a discutir as alterações defendidas por Chirac será inaceitável”, comenta. Depois da intervenção de Jacques Chirac, sete em cada dez franceses acreditam na radicalização do conflito. Sindicatos, organizações de estudantes e oposição de esquerda voltam amanhã à carga contra o CPE.