Última hora

Última hora

Primeiro-ministro tailandês vence mas está em xeque

Em leitura:

Primeiro-ministro tailandês vence mas está em xeque

Tamanho do texto Aa Aa

O boicote dos três partidos da oposição e o elevado número de votos em branco nas eleições legislativas tailandesas deste domingo colocaram o primeiro-ministro tailandês em xeque, apesar de ter ganho o escrutínio.

Só em Banguecoque, mais de metade dos eleitores votaram em branco como forma de protesto contra o primeiro-ministro, a quem a oposição acusa de abuso de poder e corrupção. De acordo com um canal de televisão, Thaksin Shinawatra obteve cerca de 44% cento quando estão contados quase 90 por cento dos boletins a nível nacional. Mas o antigo general da polícia já anunciou que o seu partido ganhou com 57%. Antes das eleições, o primeiro-ministro anunciou que se demitiria se o seu partido alcançasse menos de metade dos votos. Agora, Shinawatra admite renunciar ao cargo se for aconselhado a isso por uma comissão independente que prometeu criar com o objectivo de encontrar uma solução para a crise. O Partido Democrata, a maior força da oposição, rejeitou o plano e acusa o chefe do executivo de realizar manobras e manipulações de números de forma a legitimar a sua presença no poder.