Última hora

Última hora

Tensão cresce no Nepal

Em leitura:

Tensão cresce no Nepal

Tamanho do texto Aa Aa

Várias dezenas de manifestantes foram detidos no Nepal depois de uma madrugada em que rebeldes maoístas realizaram um ataque que resultou na morte de 10 pessoas.

Na terça-feira, o governo proibiu todas as concentrações públicas na capital Catmandu. Nas últimas 24 horas, vários membros da oposição foram presos com o objectivo de tentar travar as manifestações que incluem uma greve geral de quatro dias e que teve início hoje. As acções de protesto têm sido concertadas com os rebeldes maoístas. Esta madrugada, os guerrilheiros atacaram a cidade de Malangwa, 300 km a sul de Catmandu, e conseguiram libertar mais de 100 prisioneiros, muitos deles camaradas de armas. Entre as dez vítimas mortais estarão dois rebeldes e cinco polícias. O Nepal vive momentos conturbados desde Fevereiro de 2005 quando o rei Gyanendra dissolveu o governo e passou a dirigir o país com a justificação de que o executivo não conseguiu conter a rebelião maoísta que já dura há uma década. Para sábado, está prevista uma grande manifestação a nível nacional.