Última hora

Última hora

BAE quer vender participação na Airbus

Em leitura:

BAE quer vender participação na Airbus

Tamanho do texto Aa Aa

A Airbus pode vir a perder um dos accionistas. A BAE Systems começou discussões preliminares para vender a participação de 20% que tem na construtora aeronáutica europeia. Num comunicado, a empresa britânica anunciou o início das negociações com a EADS, o consórcio pan-europeu que detém o resto do capital. O quinto que está ainda nas mãos dos britânicos está avaliado em 4,2 mil milhões de
euros.

A EADS foi fundada em 2000 e reagrupa todos os outros accionistas da Airbus. Se o negócio com a BAE Systems se conctretizar, o consórcio passa assim a ser o único accionista da Airbus, isto numa altura em que duas empresas grupos que participam no capital, a francesa Lagardère e a alemã DaimlerChrysler anunciaram que vão reduzir as participações.

A EADS vai passar a ter cerca de metade do capital disperso em bolsa. A espanhola Casa mantém os actuais 5,5% e o resto fica dividido em partes iguais entre alemães e franceses: a DaimlerChrysler com 22,5% e uma percentagem igual para os accionistas franceses, Estado e grupo Lagardère.

Para a BAE, esta parece ser uma boa altura para a venda dos activos da Airbus, já que, no ano
passado, o construtor europeu conseguiu um novo recorde de vendas. Se completar este negócio, a
BAE Systems pondera, segundo a imprensa britânica, investir na indústria de defesa norte-americana.