Última hora

Última hora

Hungria vai a votos pela primeira vez depois da adesão à UE

Em leitura:

Hungria vai a votos pela primeira vez depois da adesão à UE

Tamanho do texto Aa Aa

São as primeiras eleições na Hungria depois da adesão à União Europeia, mas as questões europeias nem sequer foram abordadas nas campanhas eleitorais.

Apesar das inundações, as autoridades esperam que a abstenção não seja muito elevada. Na corrida está o primeiro-ministro Ferenc Gyurcsany, de 44 anos, um jovem comunista que é também milionário e homem de negócios bem sucedido. Mais à direita, quem se apresenta com melhores possibilidades de vitória é Viktor Orban, de 42 anos, antigo chefe de governo. Perto de dez milhões de pessoas vão decidir em duas fases se são os socialistas ou os conservadores a ganhar o executivo, num sufrágio onde os resultados são uma incógnita. De acordo com as sondagens, a percentagem de indecisos é grande e além disso o sistema eleitoral é demasiado complexo para fazer previsões nesta altura. No entanto, os socialistas no poder serão ligeiramente favoritos. As questões económicas marcaram a campanha eleitoral, num país onde o défice público é superior a 6% do PIB.