Última hora

Última hora

Primeiro dia das legislativas italianas

Em leitura:

Primeiro dia das legislativas italianas

Tamanho do texto Aa Aa

Este domingo é o primeiro dos dois dias de eleições legislativas em Itália. Quarenta e sete milhões de eleitores são chamados a escolher entre 26 partidos reunidos em duas grandes coligações: a “Casa das Liberdades” de Silvio Berlusconi e a “União” de Romano Prodi.

O antigo presidente da Comissão Europeia votou esta manhã na cidade de Bolonha, no Norte de Itália. O seu objectivo é acabar com cinco anos da direita no poder e as derradeiras sondagens davam-lhe uma ligeira vantagem. Prodi tenta aproveitar a desilusão dos eleitores face à situação económica do país e às promessas não respeitadas pelo actual governo. A coligação de direita centrou a campanha no líder. Silvio Berlusconi é o único governante a ter terminado uma legislatura na Itália do pós-guerra. Tentou fazer esquecer o que não cumpriu nos últimos cinco anos, chamou imbecis ao rival e ao eleitorado de esquerda e previu uma tragédia em caso de vitória da oposição. Depois de uma campanha eleitoral de extrema violência verbal, o resultado está ainda em aberto. O número de indecisos rondava um terço dos eleitores há duas semanas. Mais de um milhão de italianos no estrangeiro já votou através das representações diplomáticas. As urnas fecham esta noite às 22h locais, 21h em Lisboa, para reabrirem às 7h da manhã, 6h em Lisboa.