Última hora

Última hora

Governo francês cede e retira Contrato Primeiro Emprego

Em leitura:

Governo francês cede e retira Contrato Primeiro Emprego

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro francês Dominique de Villepin anunciou esta manhã a substituição do contestado Contrato Primeiro Emprego (CPE) por um mecanismo de inserção profissional de jovens com maiores dificuldades.

“Desejei uma solução forte porque tenho a convicção, que para além do empenho necessário do Estado, só um equilíbrio entre maior flexibilidade para o empregador e maior segurança para o empregado nos permitirá romper com o desemprego no nosso país. Isso não foi compreendido por todos. E isso eu lamento”, anunciou o chefe do Executivo, fazendo referência à vaga de contestação dos últimos dois meses. Tanto o Presidente da República, Jacques Chirac, como Villepin foram seriamente chamuscados pelos dois meses de contestação ao CPE. 75 por cento dos franceses têm uma opinião negativa em relação aos dois dirigentes. A França vive uma crise social há dois meses. A contestação estudantil contra o Contrato Primeiro Emprego obrigou o executivo a ceder. O CPE permitia às empresas despedirem sem qualquer motivo os menores de 26 anos durante os dois primeiros anos de emprego. A polémica lei morreu, mas cabe ainda às assembleias gerais das universidades decidirem parar ou continuar as contestações.