Última hora

Última hora

Mediaset passa teste das eleições italianas

Em leitura:

Mediaset passa teste das eleições italianas

Tamanho do texto Aa Aa

As acções do grupo Mediaset aguentaram-se esta segunda-feira, apesar das projecções à boca das urnas da derrota de Silvio Berlusconi nas eleições italianas. Os analistas temiam que a Mediaset fosse a primeira a pagar a factura dos maus resultados eleitorais do seu patrão, mas logo depois das primeiras projecções as acções do grupo retomaram o fôlego.

O dia na bolsa foi de grandes oscilações. Quase às 15 horas, hora do encerramento das urnas atingiram o valor mais baixo da sessão 9,75%, mas recuperaram logo depois, tendo encerrado a valerem 10 euros e quatro cêntimos.

A Mediaset é considerada um dos maiores grupos europeus de media. Muitos analistas tinham aconselhado cautela aos investidores em época eleitoral.

Nos últimos dias da semana passada, os receios chegaram a influenciar os desempenhos do título em bolsa e o presidente do grupo foi obrigado a multiplicar-se em declarações de garantia aos investidores. As acções da Mediaset cairam para 9 euros e 86 cêntimos antes das eleições, um preço que os analistas consideram subvalorizado em 25% face ao seu valor real.

O controlo exercido por Silvio Berlusconi sobre a primeira rede privada de televisão do país nunca foi pacífico durante os seus governos e a campanha eleitoral também não poupou críticas a esta proximidade entre comunicação social e governo.