Última hora

Última hora

Otegi rejeita acusações de apologia do terrorismo no início do julgamento

Em leitura:

Otegi rejeita acusações de apologia do terrorismo no início do julgamento

Tamanho do texto Aa Aa

O porta-voz do ilegalizado Batasuna respondeu hoje às acusações de apologia do terrorismo perante a Audiência Nacional, em Madrid. Arnaldo Otegi é acusado de em 2003 ter manifestado apoio à ETA, durante uma homenagem pública a um histórico dirigente do grupo terrorista basco, morto em França em 1978.

O porta-voz do Batasuna recusou responder às perguntas do procurador. Mas, no interrogatório da sua advogada, negou as acusações. Disse ter feito um discurso eleitoral, em período de pré-campanha para as legislativas de Março de 2004. A acusação pede 15 meses de prisão e sete anos de suspensão de elegibilidade. Otegi incorre numa pena de prisão efectiva, depois de já ter sido condenado com pena suspensa por ultraje ao Rei. Otegi pode assim voltar à prisão que deixou na sexta-feira, onde estava detido preventivamente por incitamento a violência na greve de Março no País Basco. Saiu depois do pagamento de 250 mil euros de caução. O facto de ser considerado uma das principais figuras que levaram ao cessar-fogo permanente da ETA, poderá trazer-lhe atenuantes, assim como a possibilidade de ser interlocutor central no futuro processo de paz.