Última hora

Última hora

Processo do 11 de Março com 29 arguidos

Em leitura:

Processo do 11 de Março com 29 arguidos

Tamanho do texto Aa Aa

O juiz da Audiencia Nacional espanhola, Juan del Olmo, concluiu a fase de instrução do processo dos atentados de 11 de Março. Ao todo foram constituídos 29 arguidos. Cinco dos suspeitos, de origem marroquina, são acusados de 191 homicídios terroristas e 1755 tentativas de assassinato.

O principal arguido chama-se José Emilio Suarez Transhorras, espanhol. É também acusado de fornecer os explosivos e de ser responsável por mais uma morte, a do agente que perdeu a vida quando um suicida se fez explodir, durante uma operação policial em Leganes, nos arredores de Madrid. Os seis podem ser condenados a milhares de anos de prisão. Os restantes 23 suspeitos são acusados de colaboração em actividades terroristas. Naquele que foi o pior atentado de sempre na Europa, depois de Lockerbie na Escócia, o juiz considerou não ter havido mão da al-Qaida e que os ataques apenas foram inspirados pela organização terrorista de Osama Bin Laden. Excluído ficou também qualquer envolvimento da ETA.