Última hora

Última hora

Processo Enron: Skilling clama inocência

Em leitura:

Processo Enron: Skilling clama inocência

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro testemunho do antigo presidente da Enron no âmbito do julgamento pela falência do grupo norte-americano foi para clamar a sua inocência.

Jeffrey Skilling de 52 anos declarou que combaterá as acusações de que é alvo “até à morte”. A Enron foi dirigida por Skilling durante meio ano, que se demitiu alegando razões pessoais quatro meses antes da declaração de falência. Ao seu lado na barra do tribunal está também Kenneth Lay, o fundador e gestor da Enron antes e depois da direcção de Skilling. O antigo presidente-executivo afirmou que abandonou a empresa por razões pessoais e não por saber que se aproximava de um desastre financeiro. A justiça tenta provar que os dois homens recorreram a engenharia financeira para ocultar as dívidas mantendo o crédito e a capitalização da empresa na bolsa, o que lhe permitiu obter lucros quando a Enron estava já falida.