Última hora

Última hora

Governo palestiniano cada vez mais isolado

Em leitura:

Governo palestiniano cada vez mais isolado

Tamanho do texto Aa Aa

As Nações Unidas decidiram limitar os contactos políticos com a Autoridade Palestiniana. A decisão ocorreu depois da União Europeia e dos Estados Unidos terem confirmado a suspensão das ajudas directas ao executivo de Ismail Haniyeh. O primeiro-ministro palestiniano diz que estas medidas representam uma “luz verde” à “continuação das agressões” israelitas “e uma punição colectiva inflingida ao povo palestiniano pela sua escolha democrática”.

Israel anunciou ontem um endurecimento das operações militares no norte da Faixa de Gaza. A intensificação dos bombardeamentos e ataques contra grupos armados palestinianos nos últimos dias fizeram 16 mortos, entre os quais duas crianças. Apesar das sanções impostas, Bruxelas e Washington prometeram prosseguir com as ajudas à população palestiniana. A ONU, por seu lado, continuará a fornecer assistência e serviços humanitários. Do Quarteto que pressiona o Hamas para reconhecer o Estado de Israel, renunciar à violência e aceitar os acordos de paz assinados pelos anteriores governos palestinianos, só a Rússia se mostrou discordante da suspensão de ajudas internacionais ao executivo de Haniyeh. O ministro russo da Defesa considerou-a “um erro”, declaração que causou apreensão em Washington.