Última hora

Última hora

Teerão já enriquece urânio em escala industrial

Em leitura:

Teerão já enriquece urânio em escala industrial

Tamanho do texto Aa Aa

A discussão em torno do dossiê nuclear iraniano está ao rubro. Teerão anunciou ter iniciado o enriquecimento deurânio em escala industrial. O regime iraniano diz ter posto em funcionamento uma cascata de 164 centrifugadoras nucleares na central de Natanz, enriquecendo urânio em 3,5 por cento.

Lembrando que a tecnologia se destina apenas à obtenção de energia, o presidente Mahmud Ahmadinejad anunciou oficialmente “que o Irão se juntou ao clube de países com tecnologia nuclear. Um resultado da resistência da nação iraniana”, acrescentou. Washington considera que o Irão caminha “na direcção errada”. A administração Bush afirma, no entanto, que segue a “via diplomática”, desmentindo notícias na imprensa norte-americana de uma opção militar contra Teerão, nomeadamente utilizando armas nucleares contra centrais iranianas. O secretário da Defesa, Donald Rumsfeld, afirmou ainda que prefere “esperar para saber a opinião dos peritos” antes de se pronunciar acerca do anúncio do enriquecimento de urânio iraniano, cuja veracidade ainda está por confirmar. A polémica intensifica-se na véspera da visita de Mohammed El Baradei, director da Agência Internacional para a Energia Atómica, ao Irão. O Conselho de Segurança da ONU deu a Teerão até 28 de Abril para pôr fim às actividades nucleares, sob pena de sofrer sanções. Desafiador, o Irão prepara-se antes para acelerar o enriquecimento de urânio durante os próximos anos, embora ainda esteja longe da capacidade necessária para a obtenção de armamento nuclear.