Última hora

Última hora

Pequim quer retomar negociações com a Formosa

Em leitura:

Pequim quer retomar negociações com a Formosa

Tamanho do texto Aa Aa

A poucos dias da visita de Hu Jintao a Washington, a China abre a porta à retomada das negociações com Taiwan.

A China e Taiwan devem “retomar as conversações em pé de igualdade o mais depressa possível”, declarou o presidente chinês a Lian Chen, antigo líder do principal partido da oposição de Taiwan, que chefia uma delegação de 170 empresários que estão em Pequim para um fórum económico de 2 dias. Taipé já disse que falta substância a esta proposta de Pequim. A China considera a ilha Formosa uma província rebelde. Os esforços de aproximação estão congelados desde que, em 1999, o presidente de Taiwan na altura definiu as relações bilaterais como relações Estado a Estado. Pequim tem tentado por todas as formas isolar Taipé e o espectro dum conflito continua a pairar sobre a região. Na agenda para a visita a Washington, Hu Jintao leva a questão nuclear iraniana, mas tem já à sua espera um George Bush que vai tentar persuadir o Império do Meio a reavaliar a sua moeda para reduzir o défice comercial norte-americano.