Última hora

Última hora

Julgamento de Saddam volta a ser adiado

Em leitura:

Julgamento de Saddam volta a ser adiado

Tamanho do texto Aa Aa

Cedo recomeçou e cedo foi adiado, uma vez mais, o julgamento de Saddam Hussein e dos sete co-acusados no processo sobre o massacre dos aldeões xiitas nos anos 80. A audiência começou por um pedido do advogado de defesa de Saddam, Khalil al-Doulaimi, para afastar o juiz da sessão, um comportamento que também vem sendo corrente.

Na passada quarta-feira, o Tribunal Penal do Iraque tinha suspendido a audiência devido à ausência dos peritos que deveriam autenticar as assinaturas de Saddam e dos sete co-acusados, entre os quais o irmão do ex-ditador, Barzan al-Tikriti. O objectivo é comparar estas assinaturas com as que constam nos documentos que deram a ordem de execução de 148 pessoas na localidade de Douaïl, ao norte de Bagdade, mas Saddam e o irmão negaram-se a fornecer ao tribunal as respectivas assinaturas. A sessão foi adiada para a próxima quarta-feira, dia 19 de Abril.