Última hora

Última hora

Reino hindu está em perigo por causa da surdez do rei, acusa oposição nepalesa

Em leitura:

Reino hindu está em perigo por causa da surdez do rei, acusa oposição nepalesa

Tamanho do texto Aa Aa

O malogrado irmão de Gyanendra foi rei por direito divino; o actual Rei do Nepal apenas lhe sucedeu em Junho de 2001, em circunstâncias dramáticas e inesperadas: depois de uma parte da Família Real ter sido dizimada pelo príncipe herdeiro, foi coroado e disse, imediatamente, que não seria um rei calado como o irmão e que teria um papel mais activo na vida nepalesa.

Ignorou completamente os apelos dos analistas que defendiam a necessidade de criar uma frente unida entre o rei e os partidos políticos do Nepal. Os maoístas controlam praticamente todo o país, com excepção do vale de Katmandu. A guerra civil que pretende derrubar a monarquia e fundar uma república comunista no país provocou 13 mil mortos. Em Fevereiro de 2005, o rei demitiu o governo, assumiu o controlo do Estado e suspendeu a actividade dos partidos políticos. Prometeu que a democracia seria restaurada passados três anos mas, entretanto, enviou para a cadeia os líderes partidários. Há 14 meses que a contestação aumenta. Na sexta-feira passada, dia do Novo Ano nepalês, Gyanendra prometeu eleições legislativas para 2007, mas não ofereceu nem prazos nem garantias de imparcialidade. Também não comentou a insurgência, o que foi interpretado como uma promessa pouco séria da sua parte. A coligação de sete partidos rejeitou a proposta real. O líder da coligação, que foi primeiro-ministro cinco vezes, explicou que “o rei não está a ouvir e por isso ele Girid Prasad Koirola, disse ao rei que o tempo corre depressa…se ele continuar a não ouvir, apenas se pode pedir a Deus que salve o rei”. Totalmente isolado, pressionado a nível internacional, o rei Gyanendra arrisca o futuro da monarquia. O ano 2063, que começa agora segundo o calendário nepalês, pode ser um dos mais conturbados do único reino hindu do mundo..