Última hora

Última hora

Franceses perdem sonar ultra-sofisticado

Em leitura:

Franceses perdem sonar ultra-sofisticado

Tamanho do texto Aa Aa

A marinha francesa perdeu um sonar ultra-sofisticado e confidencial em águas profundas, ao largo do golfo da Biscaia. A fragata De Grasse executava exercícios na noite de 24 para 25 de Março quando o comandante Vincent de Larminat decidiu lançar ao mar o aparelho, apesar do mau tempo e da opinião desforável dos restantes oficiais.

O aparelho estava avaliado em três milhões de euros. A questão instalou-se agora nos meios militares: resgatar a sonda e impedir qualquer outra nação de se apropriar da tecnologia, apesar de se pensar que a pressão a destruiu, ou esquecer o assunto poupando assim mais do que o valor de um aparelho novo. A ministra da defesa francesa, Michele Alliot Marie, anunciou entretanto a “abertura de um inquérito para apurar se houve erro técnico ou humano.” A marinha francesa ganha assim mais um motivo de discussão interna depois das dores de cabeça dadas pelo amianto do porta-aviões Clemenceau, que deverá chegar a França em meados do próximo mês para ser desmantelado.