Última hora

Última hora

O Chade prepara eleições presidenciais, oposição e rebeldes ameaçam boicote

Em leitura:

O Chade prepara eleições presidenciais, oposição e rebeldes ameaçam boicote

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da tensão no Chade o presidente Idriss Deby não tenciona adiar a realização das eleições presidenciais, previstas para o dia 3 de Maio. A provar a sua determinação estão os preparativos para a instalação de toda a logística inerente ao escrutínio, como a destribuição das urnas pelas assembleias de voto. A Constituição foi alterada para que o actual presidente pudesse concorrer a um terceiro madato e a vitória é já anunciada nos cartazes de campanha. A Frente Unida para a Mudança Democrática tenta desde há uma semana derrubar Idriss Deby num ataque armado à capital que terminou com o corte de relações diplomáticas entre Djamena e Cartoum. Os rebeldes chadianos armaram-se na região sudanesa do Darfur tendo desencadeado uma guerra de acusações entre os dois países. Os combates com as forças governamentais terminaram na semana passada em 70 mortos entre os civis e mais de 40 entre os militares. As autoridades chadianas insistem que a situação no país está perfeitamente controlada mas os revoltosos garantem que vão fazer tudo para boicotar o escrutínio.