Última hora

Última hora

Cuba comemora aniversário da Baía dos Porcos

Em leitura:

Cuba comemora aniversário da Baía dos Porcos

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro décadas e meia depois da vitória de Cuba na Baía dos Porcos, a ilha de Fidel Castro comemora o acontecimento com pompa e circunstância. Nas cerimónias em Havana, no anfiteatro Karl Marx, Castro, à beira dos oitenta anos, não perdeu a oportunidade de voltar a desafiar os Estados Unidos.

“Não comemoramos este aniversário de joelhos. Não existirá nunca uma força capaz de nos pôr de joelhos”, afirmou. Lembrando que no mar das Caraíbas há navios de guerra americanos em manobras, afirmou e tom jocoso: “Há barquinhos a passear por aí, mas quem é que tem medo deles? Ninguém. Nunca meteram medo a ninguém nem devem perder o seu tempo aqui, têm mais que fazer em vários sítios no mundo. Num discurso de duas horas e meia, Fidel Castro teve ainda tempo de opinar sobre as grandes questões da actualidade internacional. Defendeu o direito do Irão ao seu programa nuclear e considerou que, no Iraque, os Estados Unidos estão no impasse e serão obrigados a retirar. A tentativa de invasão de Cuba através da Baía dos Porcos foi um dos maiores fiascos da administração Kennedy.