Última hora

Última hora

Depois dos negócios, presidente chinês passa aos encontros políticos

Em leitura:

Depois dos negócios, presidente chinês passa aos encontros políticos

Tamanho do texto Aa Aa

A calma e os encontros estritamente ligados aos negócios marcaram o segundo dia de visita oficial do presidente chinês aos Estados Unidos. Hu Jintao passou pelo centro de produção da Boeing em Seatle e o acolhimento não poderia ter sido melhor. Até porque Pequim acabou de comprar 80 aviões 737, no valor de quatro mil milhões de dólares, e pensa comprar mais dois mil aparelhos nos próximos 15 anos, tendo em conta o actual crescimento do país.

Hu Jintao segue a linha do primeiro dia de viagem, quando foi acolhido pela elite política e financeira americana, liderada por Bill Gates, da Microsoft. O presidente chinês procura tranquilizar os Estados Unidos em relação ao défice com a China, superior a 200 mil milhões de dólares. Este será um dos temas do encontro entre Hu Jintao e homólogo americano, esta quinta-feira. George W. Bush deverá também falar de direitos humanos, contrafacção e do dossiê nuclear iraniano, procurando obter o apoio de Pequim à aplicação de sanções a Teerão.